Tempo Inteiro

Vaga Para Administrador Executivos Para o Pelouro Técnico e Operacional

Postado a 2 meses atrás
Maputo

Descrição da Vaga

PARTILHAR COM AMIGOS:

Torna-se público que por despacho do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, de 05 de julho de 2021, encontra-se aberto o concurso público para a selecção e contratação de dois (01) Administrador Executivo para integrar o Conselho de Administração do Instituto Nacional de Tecnologia de Informação e Comunicação, IP (INTIC, IP). O concurso é aberto pelo prazo de 30 dias, contados a partir da data de publicação do presente anúncio.

 

2. Administrador Executivo para o pelouro Técnico e Operacional (1)

 

Funções e Responsabilidades

a. O Candidato a Administrador Executivo para o pelouro Técnico e Operacional, será responsável pela Divisão de Governação Digital e de Segurança Cibernética e Protecção de Dados;

b. Garantir a produção e implementação de instrumentos normativos em matéria de cibersegurança;

c. Contribuir para a melhoria contínua da segurança dos sistemas de informação e de comunicação das infra-estruturas críticas do Estado;

d. Promover e assegurar a articulação e a cooperação entre os vários intervenientes e responsáveis em matérias de cibersegurança a nivel nacional, regional e internacional;

e. Assegurar o apoio no desenvolvimento das capacidades técnicas, científicas, promovendo projectos de inovação e desenvolvimento na área da segurança cibernética;

f. Garantir a implementação de medidas de segurança nos sistemas de informação e comunicação dos prestadores dos serviços digitais;

g. Assegurar a criação da capacidade nacional de prevenção, monitorização, e combate a incidentes de segurança cibernética;

h. Garantir a implementação de medidas de segurança nos sistemas de informação e de comunicação dos prestadores dos serviços digitais;

i. Estabelecer a agenda de governação digital de Moçambique;

j. Coordenar formulação e a implementação das políticas e estratégicas nacionais de TIC;

k. Assegurar a operacionalização do Quadro de Interoperabilidade de Sistemas de Governo Electrónico de Moçambique, incluindo a actualização da respectiva arquitectura e padrões técnicos.

l. Criar e gerir um observatório nacional de segurança cibernética;

m. Promover o estabelecimento de infra-estrutura de Internet e a gestão dos recursos críticos de Internet em Mocambique;

n. Coordenar as equipas de respostas a incidentes cibernéticos através de um CSIRT Nacional e da operação da rede nacional de CSIRTS

o. Propor directrizes e instrumentos normativos para a Protecção de Dados Pessoais e da Privacidade;

p. Promover o conhecimento pelo cidadão de normas e das políticas públicas sobre protecção de dados pessoais e das medidas de segurança;

q. Acompanhar, utilizando todas as capacidades físicas e intelectuais, a gestão e as actividades das unidades orgânicas do INTIC, IP, que lhe forem atribuídas no âmbito da delegação competências pelo Presidente do Conselho de Administração; e

r. Exercer as suas funções com máximo de zelo, empenho e diligência, no mais estrito respeito pelo estatuído na legislação aplicável, nos estatutos bem como na implementação dos instrumentos de gestão e nas deliberações do Conselho de Administração

 

Requisitos:

a. Ter Nacionalidade Moçambicana;

b. Possuir o nível de Mestrado nas áreas de Tecnologia de Informação e Comunicação (Engenharia Electrónica, Engenharia Informática e Sistemas de Informação);

c. Um mínimo de dez (10) anos de experiência nas áreas de Tecnologia de Informação e Comunicação (Engenharia Electrónica; Engenharia Informática, Sistemas de Informação,)

d. Ter exercido um cargo de Direcção e Chefia nas áreas de Tecnologia de Informação e Comunicação, na Função Pública, na Academia e no Sector Privado, por período mínimo de 5 anos;

e. Experiência na elaboração e desenvolvimento de projectos ligados as áreas de Tecnologia de Informação e Comunicação com relevância em Ciber-segurança, protecção de Dados, Governação Digital, Certificação Digital, Governação de Internet (Gestão de Domínios de Topo de Países, Desenvolvimento da Infra-estrutura e Serviços da Internet, etc.) e;

f. Experiência demonstrada em projectos de grande porte financiados por parceiros de cooperação nas áreas de Tecnologia de Informação e Comunicação;

g. Experiência na coordenação de diferentes sectores de TICs, na definição de estratégias e implementação dos sistemas de informação;

h. Experiência na planificação, gestão e monitorização eficiente de projectos na área de Tecnologias de Informação e Comunicação;

i. Capacidade para elaboração de pareceres sobre projectos de certificação de equipamentos de Tecnologia de Informação e Comunicação;

j. Experiência na elaboração de projectos ligados a áreas de Tecnologia de Informação e Comunicação;

k. Experiencia na coordenação sectorial, em processos de averiguação ou acções de fiscalização de situações ou de matérias que requeiram um conhecimento técnico específico dos mercados das TICs.

1. Experiência na coordenação, gestão e implementação de políticas e modelos nas áreas de Regulação e Licenciamento de Tecnologia de Informação e Comunicação;

m. Experiência na coordenação de projectos com envolvimento do sector Público, privado, sociedade civil, e academia nas áreas de TIC:

n. Capacidade de promover e assegurar a articulação e a cooperação com os vários intervenientes e responsáveis em matérias de Cibersegurança, Proteção de Dados, Certificação, a nível nacional, regional e internacional;

o. Experiência no desenho de programas de Tecnologia de Informação e Comunicação, com foco na Cibersegurança e Protecção de Dados; e

p. Conhecimento sólidos de políticas e estratégias relacionadas com a Ciber-Seguranca e Protecção de Dados.

 

3. Habilidade desejáveis

a. Comprovada liderança e capacidade de trabalhar de forma intersectorial com equipas multidisciplinares e cumprimento de prazos;

b. Perfil de eficiência e orientação para resultados; e

c. Excelentes habilidades de comunicação oral e escrita em português e inglês (fluente).

 

4. Documentos a apresentar no acto da candidatura:

Para o efeito, convida-se os interessados a apresentarem a candidatura que consiste na submissão dos seguintes documentos, dirigidos à Sua Excelência o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior:

a. Carta de candidatura indicando em 20 linhas a sua potencialidade para preencher o posto;

b.Fotocópia do Bilhete de Identidade;

c. Curriculum Vitae em português, com indicação de 3 referências;

d. Pelo menos 3 cartas de recomendação; e

e. Cópia dos diplomas ou certificados dos graus académicos.

 

5. Prazo e Local de Entrega das Candidaturas

As candidaturas podem ser entregues até às 15:30 horas do dia 26 de Agosto de 2021:

1. Eletronicamente: concurso.administradores@intic.gov.mz, os documentos deverão ser enviados no formato PDF;

 

2. Upload na página do INTIC: www.intic.gov.mz, os documentos deverão estar no formato PDF; e

 

3. Físico: na Secretaria Geral do INTIC, IP, sita na Rua José Mateus, no 437, R/C, em envelope fechado, com menção “Concurso para Selecção de Administradores Executivos do INTIC, IP” , nas horas normais de expediente, devendo ficar com o comprovativo de entrega/ recepção da candidatura.

Maputo

PARTILHAR COM AMIGOS: